Eu adoro a Nintendo. Não sou um “ista”, só sou um fã. Tive um Super Nes, e depois um Playstation. Sempre fui um daqueles jogadores “hardcore”, com um save de 100% em Final Fantasy 8 (o meu favorito), que levou umas 160 horas. Só que cresci, descobri novos interesses, ganhei novas responsabilidades. Sabe, não tenho mais como me dedicar (e nem paciência pra isso) tanto em um jogo. Eu canso. Hoje em dia só jogo no PC. Mas isso está a ponto de mudar.

Sabe o que significa esse meu pequeno relato pessoal? Marketing e uma fantástica administração de empresa.

Vou contar essa história de trás para frente. Infelizmente não tenho dados atualizados (os números atualizados das vendas saem em abril), mas usar os relatórios de venda do dia 7 de Janeiro.

Wii: Esqueceram de Mim!!!

A guerra dos consoles de nova geração começou no final de 2005, com o lançamento do XBox360. Só que, coincidentemente, o console da Microsoft só começou a ter interessantes (e muitos desses, ótimos) jogos, no final de 2006, pouco antes do lançamento dos seus dois concorrentes, o Playstation 3 e o Nintendo Wii, lançados em novembro passado.

A piada é que todo mundo que se arriscava a fazer previsões sobre a “guerra” dessa nova geração, falava no embate entre o Playstation 3 e o Xbox360. Ninguém falava em Wii.

Claro, em parte, porque a Nintendo não liberava muitas informações sobre o seu novo console. Mas a principal razão é que há duas gerações, a Big N só acumulava fracassos, com o Nintendo 64 e o Game Cube.

Esse “esquecimento” foi uma GRANDE ESTRATÉGIA da Nintendo, que conseguiu desenvolver o seu console, sem pressão da imprensa, dos consumidores e dos concorrentes. A única coisa que ela falava é que seria um produto revolucionário (para quem não sabe, a Nintendo que inventou o direcional em “cruz” e o direcional analógico).

Aos contadores, as verdinhas!!!

E o que aconteceu com esse console, de uma empresa que acumulava fracassos, que temia o mesmo futuro da sua antiga rival, a SEGA (lembra do Mega Drive?) de ter que parar de produzir consoles e cuidar só de jogos? Ela lançou, realmente, um console revolucionário e hoje é a líder da nova geração. 😀

Segundo os relatórios de venda de 7 de Janeiro de 2007, em um período menor (de 2 de Dezembro de 2006 a 7 de Janeiro de 2007), foram vendidos 1,14 milhões de Wii, contra 534,336 Playstation 3 (de 11 de Novembro de 2006 a 7 de Janeiro de 2007). O Wii está vendendo tão bem, que as ações da Nintendo subiram, enquanto as da Sony só caem.

Tá certo que o Wii custa menos da metade do Playstation 3. Mas também é relativamente menos atraente, pois possui muito menos recursos (não tem HD, por exemplo) e gráficos gritantemente inferiores. Sabe por que esse sucesso? Marketing e posicionamento. Eles viram tudo e viram antes. Mas sobre essa visão, eu comento na parte II desse caso da Nintendo.

Anúncios